88. Alegria

 
A festa comemorativa do 50º aniversário do Rev. Ricardo, na casa de Eduardo e Delis, foi especial. Lembrou a extenuada alegria ao final da reconstrução dos muros de Jerusalém, em Ne 8. O povo, ao ouvir a leitura e explicação da Palavra de Deus, de tão alegre, chorava. Chorava, também, porque havia acabado de realizar o impossível. Sentia-se grato, realizado e unido. Mas Esdras e Neemias lhes recomendaram que não chorassem; que compartilhassem comidas e presentes e que dançassem. Foi mais ou menos o que fizemos, embora os muros de nossas vidas ainda não estejam prontos.

Sobre esta música

Alegria em tua casa,

Harmonia e paz;

Dessa força que extravasa

Só tu és capaz.

Buscarei, sempre, essa graça

Que o teu amor nos traz.


Tua alegria, força nossa,

Água pra beber;

Dá-nos pés como os da corça,

E faze-nos perceber:

Recompensa a quem se esforça,

É graça pra viver.


Cheios de alegria,

Bênção de tuas mãos,

Juntos, noite e dia,

Crescemos como irmãos.

Autor Letra: Rubem Amorese
Autor Música: Rubem Amorese
Intérprete: Toninho Zemuner (Solo)

Produção e participações
Produção: Toninho Zemuner


  OUÇA/BAIXE  

  CIFRA

  playback  



88.Alegria_files/Alegria.mp388.Alegria_files/Alegria.pdf88.Alegria_files/Alegria%20Pb.mp3