22. Purificação

 
Inspirada em Rm 12:1-2, esta oração pede que Deus purifique nossas consciências, quanto à nossa dificuldade de chegar inteiro para o culto. Ao apresentarmos nossos corpos por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, somos acusados pelo inimigo de trazer pecados, desleixo e ambigüidades, pois sabemos que Deus deseja ser buscado de todo o coração.
Autor Letra: Rubem Amorese
Autor Música: Toninho Zemuner
Intérpretes: Ana Amorese e Toninho Zemuner (vocais)

Produção e participações
Produção: Toninho Zemuner


  OUÇA/BAIXE   

  CIFRA







22.Purificacao_files/Purificacao.mp322.Purificacao_files/Purificacao.pdf

Sobre esta música

Venho à tua casa, meu Senhor,

Entro em teus átrios com temor;

Preciso tanto compreender por que razão

Desejas ter meu coração.


Chego à tua casa sem saber

Se hás de aceitar meu bem-querer,

Pois, de conflitos e pecados, meu cantar

Macularia o teu altar.


Ai, meu Senhor!

Faze meu louvor

Purificar-se em teu altar,

Em teu altar.

Separa a dor

Da acusação,

Liberta-me com teu perdão,

Com teu perdão;

Liberta a minha adoração,

Adoração.


Trago-te um culto racional,

De corpo inteiro, integral,

Um sacrifício vivo, santo e passional,

Ações de graça e contrição.


Se me julgares, meu Senhor,

Nada direi em meu favor,

Pois sei que nada em minha vida restará;

E a casa em terra cairá.


Traze, meu Senhor,

Transformação:

Aceita a minha adoração,

Adoração.

Dá-me o ardor

Da devoção;

Dá-me, em tua casa, o teu favor,

O teu favor:

Recebe um pobre pecador,

Um pecador.