147. Viola por Testemunha

 
Esta música se inspira nas conversas de Davi com sua alma, que se transforma numa segunda pessoa. A viola testemunha o "não" inicial e o posterior "sim" que o cantador dá ao convite amoroso de Deus (o Amor). No primeiro momento, a viola se entristece e se cala; no segundo ela se alegra e tudo vira festa. A fogueira e o luar completam o cenário. (Marcus pertence ao conjunto Céu na Boca e, além de nos emprestar sua voz, toca dois violões de aço: um de 6 e outro de 12 cordas. Toninho toca o baixo).
Letra: Rubem Amorese
Música: Toninho Zemuner
Intérprete: Marcus Américo

Produção e participações
Produção: Toninho Zemuner
Participações: Violões de aço (6 e 12 cordas): Marcus Américo; baixo: Toninho Zemuner


 OUÇA/BAIXE            

  CIFRA

  playback 

147.ViolaPorTestemunha_files/ViolaPorTestemunha.mp3147.ViolaPorTestemunha_files/ViolaPorTestemunha.pdf147.ViolaPorTestemunha_files/ViolaPorTestemunha-PB.mp3

Sobre esta música

Viola assistiu quando o Amor me pediu pra me amar

Seu pinho insistiu pra cantar pra falar de prazer

Ouvindo meu não todavia parou de tocar

Viola caipira hoje chora até o sol nascer


E a roda de canto viola ficou sem você

Viola esqueceu todo o encanto da luz do luar

Mas se eu lhe pedir pra ficar

E o meu coração lhe entregar

Viola caipira de novo alegrias vai ter


Viola escutou desse amor que sofreu por me amar

Seu pinho entendeu toda a dor que ganhou por perder

E ouvindo a resposta de amor que eu não pude negar

Viola hoje canta esse ardor que não dá pra esconder


De novo a viola se encanta com a luz do luar

E a roda de canto só acaba com o alvorecer

O pinho se põe a louvar

Modinha fogueira e luar

Viola caipira sonhando com o meu bem-querer