130. Salmo 22

 
Este é o salmo da cruz. E inspirou esta música também em momento de tribulação. Vale reparar que ela obedece aos altos e baixos do salmo. Uma espécie de ciclotimia emocional, naquele momento extremo. Considerando o inconformismo e as alternações de disposição de espírito, encontradas no salmo, achei que caberia um rock, com momentos quase desesperados e outros de retomada. Veja se concorda. No entanto, como no salmo, a palavra final é de esperança. 
Um agradecimento triplo: ao Pr. André Fernandes “Geléia”, da Igreja de Nova Vida do Guará II, um dos fundadores da banda Livre Arbítrio e atual presidente do movimento motociclista Esquadrão de Cristo; ao Marcelo Sá, guitarrista da Banda Virtud e produtor musical, e ao Estêvão Amorese, baterista da IPP e ex-Livre Arbítrio. Sem esses roqueiros naturais, nosso roque teria ficado na vontade.http://www.esquadraodecristo.com.brhttp://www.youtube.com/watch?v=McWZtQ_tLJUhttp://www.youtube.com/watch?v=tXCyhvq6Hbsshapeimage_2_link_0shapeimage_2_link_1shapeimage_2_link_2
Autor Letra: Rubem Amorese
Autor Música: Toninho Zemuner
Intérprete: André L. Fernandes “Geléia”

Produção e participações
Produção: Toninho Zemuner
Participações: Marcelo de Sá (guitarras) e Estêvão Amorese (bateria).


 OUÇA/BAIXE            

  CIFRA

  playback 

   garagem


 VÍDEO
130.Salmo_22_files/Salmo_22.mp3130.Salmo_22_files/Salmo_22.pdf130.Salmo_22_files/Salmo_22-PB.mp3130.Salmo_22_files/Salmo22-G.mp3http://www.youtube.com/watch?v=ddYuh9jF98A

Sobre esta música

Deus meu, eu clamo!

Deus meu, reclamo um favor.

Clamo de dia

E à noite, em medo e pavor.


Tu, porém, comandas tudo;

És também refúgio e escudo

Não desprezarás o meu clamor!


Meus pais clamaram;

Seus ais falaram de dor.

Mas se aquietaram,

Pois os livraste do horror.


Tu, Senhor, és forte e grande;

Protetor por onde eu ande.

Hás de conceder-me o teu favor.


Ó meu Senhor!

Ando tão só:

Chão, pedra e pó,

Pão sem sabor.


Eu sei que essa estrada

É assim, pobre de mim!

Sorte danada!

Senhor, chegou o meu fim.


Tu, porém, Senhor bendito,

Queres bem a todo aflito.

Salvarás do abismo um pecador!


Tu, porém, Senhor és santo;

Vês além de um desencanto.

Recebe, eternamente, o meu louvor.


Ó meu Senhor!

Louvar-te-ei

Proclamarei

O teu amor.