101. Consagração

 
Eis uma oração resultante de momentos difíceis. Acho que Toninho foi feliz ao musicá-la, pois captou sutilezas importantes do que minha alma dizia.

Sobre esta música

Quando eu busco uma saída para as lutas que passei;

Quando eu penso se a corrida vale o preço que paguei;

Quero paz nesta minha vida, sem  pensar no que perdi;

Sem sofrer com o que deixei;

Sem lembranças do que amei;

Quero tudo lhe entregar, aqui.


Quando a alma estremecida faz as contas, com temor;

Quando a vida tão sofrida busca a luz do Salvador;

Quando encontra a cruz bendita, a revelar o seu favor,

Resplandece a sua luz,

Esperança que reluz;

Quero consagrar-lhe o meu amor.


Ó Senhor, eu creio, tudo mudará;

Meu Senhor, eu sei, que o medo cessará;

Sim, teu Filho veio, veio e tudo me dará;

Pois minha vida eu lhe entreguei;

E só dele eu serei.


Sei que a alma estremecida que clamar ao Salvador;

Essa vida tão sofrida há de achar o antigo amor;

Quando encontra a cruz bendita, quando encontra o seu favor,

Resplandece a sua luz,

Esperança que reluz;

Quero consagrar-lhe o meu amor.

Autor Letra: Rubem Amorese
Autor Música: Toninho Zemuner
Intérpretes:  Toninho Zemuner (solo)

Produção e participações
Produção: Toninho Zemuner


  OUÇA/BAIXE 

  CIFRA

  playback  


101.Consagracao_files/Consagracao.mp3101.Consagracao_files/Consagrac%CC%A7a%CC%83o.pdf101.Consagracao_files/Consagracao%20PB.mp3